Aposentada diz que precisou comprar remédios para neto internado há 6 meses no HGP

Aposentada diz que precisou comprar remédios para neto internado há 6 meses no HGP

O maior hospital público do Tocantins acumula problemas, como demora na realização de cirurgias e falta de medicamentos. É o que dizem os acompanhantes e pacientes internados no Hospital Geral de Palmas.

A aposentada Maria Dias, moradora de Guaraí, contou que está tendo que comprar medicamentos para o neto internado há seis meses na unidade.

. Até materiais para limpeza temos que comprar tudo porque aqui não tem. Se falta remédio, morre”, diz ela.
sentada diz que está comprando remédios para neto internado há 6 meses no HGP
A dona de casa Martha Adriele da Silva está no HGP como acompanhante do pai, o pedreiro Adilson Oliveira. Ele espera por cirurgia desde que deu entrada na unidade, há 30 dias.

“Os médicos estão colocando pacientes menos graves para poder fazer cirurgia. Estão passando na frente dele pacientes que chegaram depois do meu pai. Como a cirurgia dele demanda mais tempo, é uma cirurgia complexa, talvez necessita de leito na UTI, então os médicos estão deixando ele de lado”, disse ela.

Em nota, a Secretaria Estadual da Saúde informou que já tomou as medidas necessárias para regularizar o estoque de medicamentos. Sobre o atendimento do paciente Agostinho Rocha Gauvão, a resposta é que o paciente está recebendo todos os cuidados necessários.

Em relação ao paciente Adilson, a secretaria ressaltou que as neurocirurgias seguem critérios de classificação de risco, complexidade, condições clínicas e tempo de internação, além da idade.

Já sobre a manutenção da unidade, a secretaria também disse que está trabalhando para contratação de novos auxiliares de serviços gerais e ressalta que a limpeza é realizada em todo o hospital.

(0)

radiopazpalmas
radiopazpalmas
A rádio da família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *