Nove em cada dez cidades do Tocantins ainda utilizam lixões

Nove em cada dez cidades do Tocantins ainda utilizam lixões

A maioria dos municípios do Tocantins ainda utiliza lixões para o descarte de resíduos sólidos. Segundo dados do próprio governo, esta é a situação de 129 das 139 cidades do estado. Entre as demais, sete têm aterros controlados, que são locais onde o lixo é apenas enterrado sem nenhum tipo de tratamento. Apenas Palmas, Araguaína e Gurupi possuem os aterros sanitários.

A situação é assim mesmo com uma lei aprovada em 2010 anos que previa a extinção dos lixões no Brasil até 2014. Este tipo de modelo, apesar de mais barato, pode poluis o solo, a água e até o ar, com incêndios causados pelos gases produzidos pelo lixo.

Em Paraíso do Tocantins, na região central do estado, o lixão fica dentro da cidade. Em Formoso do Araguaína, na região sul, a área onde o lixo é jogada fica maior a cada ano que passa. O Naturatins apontou que há risco de contaminação do lençol freático, já que as valas não são impermeabilizadas.

“Existe dois problemas, um é de gestão e o outro é de sustentabilidade financeira, porque o lixão não custa nada”, explica o engenheiro Aurélio Picanço.

“A vantagem do aterro sanitário é que ele previne a ocorrência de poluição, previne a ocorrência de doenças, porque ele é tecnicamente pensado para que não ocorra a contaminação do solo nem das águas através de um sistema de tratamento do chorume”, diz o promotor José Maria Silva, do Ministério Público Estadual.

“A construção de um aterro sanitário é muita cara. A operacionalização dele é mais cara ainda. Então a melhor solução é realmente unir, se a gente quiser de fato implementar a política nacional de resíduos sólidos.”, explica a gerente da Secretaria de Meio Ambiente, Hélia Azevedo.
A Prefeitura de Formoso do Araguaína informou que tem um projeto para construção do aterro sanitário na cidade e que está tentando captar recursos para o projeto. A Prefeitura de Paraíso do Tocantins ainda não se pronunciou.

(18)

radiopazpalmas
radiopazpalmas
A rádio da família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *